terça-feira, 9 de agosto de 2011


Estou cansado das pessoas.
Das bebidas e dos porres.
De tratar pessoas estranhas bem.
Preguiça de falar no cel.
De perguntar “Tudo bem?”
e ter que analisar tudo o que as pessoas querem realmente me dizer.
Estou cansado de ficar cansado.
De sentir o mundo conspirar contra mim.
Estou cansado de me sentir um derrotado.
Queria ir à praia e dar um mergulho em uma água doce
e ir bem lá no fundo
pra me lembrar que a vida é mais leve, mesmo que falte ar nos meus pulmões.
Eu queria voltar a ser uma daquelas pessoas que dão gargalhadas pra qualquer coisa.
Estou cansado das pessoas da minha rua.
Do taxista e sua conversa furada.
do casalzinho no banco de trás trocando beijos e abraços.
Das crianças feias e barulhentas da minha vizinhança.
Da poeira.
Das ladeiras de Monte Dourado.
Cansado das minhas lembranças.
Acho que cheguei ao ponto
que está me cansando.
Lembranças.
Queria uma amnésia.
Queria parar com esses d’javus.
Mas eu to cansado.
Droga.

2 comentários:

  1. Pare de pensar e arrume um trabalho em qualquer lugar antes que resolva se matar. O ócio nós cansa tanto quanto o ato de meditar.

    ResponderExcluir