quinta-feira, 16 de junho de 2011

Pra que... Procurar algo mais…

...Se o pôr-do-sol é mais lindo daqui?


1 – Toda semana invento uma coisa nova.
2 – Na frente de casa tem esse maravilhoso pôr-do-sol, onde sempre fico apreciando.

3 – Sem poluição, sem trânsito, sem correria, alguns amigos sempre vem aqui pra tomar uma cerva, falamos mil besteiras.
A minha vida é simples e feliz ♫ ♬



Antigamente eu odiava, mas agora gosto daqui. Quando a noite chega me tranco no quarto aumento o volume e canto mais alto que a música e penso que estou sozinho no mundo. Gosto quando estou em paz e feliz, é quando me dar vontade de viver. De viver bem mais do que já vivo e de gostar de me sentir uma criança de 5 ou 7 anos. Vivia me sentindo morto, e inteiramente vazio.

Agora não. Simples assim. Passei 10 anos tentando chegar a um horizonte muito longe, me perguntando por que as pessoas são de tal jeito, porque elas nunca se contentam com o que tem.
10 anos tentando, ganhando, perdendo, feliz, triste, decepcionado, contemplando, destruindo, perdido dentro da minha própria ambição sem sentido…
Agora não, quero uma vida simples, sem riquezas materiais, sem querer ser mais.
Agora procuro aproveitar o máximo possivel da simples felicidade que a vida pode me oferecer, porque toda essa caminhada em um deserto sem fim não me diz mais nada.
Viver correndo atrás de coisas maiores me cansou há tempos.

E enfim, agora parei pra pensar em mim e no que me faz feliz. Só quero isso aqui e se tiver que mudar quero o mais próximo de tudo isso.
Viver em paz comigo e com o mundo.
Porque essas duas coisas me deixa vivo.
Quero fazer o que gosto e o que me arranque um sorriso.
Tranco as portas a semana toda.

Quando chega o final de semana ir pra casa de amigos e passar o final de semana inteiro la, jogando vídeo game, cantando karaokê, bebendo e esquecendo de tudo e todos que me cercam a semana toda, que se foda as pessoas com seus próprios órgãos genitais que fiquem com suas opiniões politizadas, de rótulos e que mordam suas próprias línguas ao se preocupar com a vida alheia. Por quê...



♫ A vida é longa pra quem consegue viver pequenas felicidades.
E ela vive por ai disfarçado, como uma criança traquina brincando de esconde-esconde. Onde às vezes não percebemos que passamos a nossa existência colecionando nãos.
A vida se torna perfeita quando se é músico e não o público, quando se é olhar e não palavra, quando se é o pássaro e não a paisagem, quando se é a flor e não o perfume. Ela feita de instantes, não podemos medi-las em meses ou anos, mas em minutos e segundos
!♬

Um comentário: