terça-feira, 3 de maio de 2011

A vida vazia

Agora sem PC em casa, sem net e o meu ódio pela programação televisiva, sem aulas, decidi dar alguns dias de folga para a minha boêmia. Decidi me ocupar com outras coisas. Já to a 3 dias me dividindo no trabalho e no fanzine que já ta em 6 paginas de puro esborço.

comecei a fazer o esborço pro meu novo fanzine anteontem... darei um tempo do manuscrito e o bebida de buteco foi uma tentativa frustrante... agora vou fazer o fanzine com o mesmo titulo do meu blog... Acho que nesse esboço radiquei de mais a frustração das pessoas que se encontram sozinhas e tentam maltratar, e se apegar nas outras, e nunca se encontrar... a vida não ter tanto sentido as pessoas não querer se como as outras, tentar fazer com as pessoas entendam ela mesmo que a pessoa esteja equivocada.


Nesse conto, relato a vida de um garoto que perdeu os pais, tudo e tirava o próprio sustento do que mais sabia fazer de melhor.
Mas ele não se sentia bem com essa forma de viver, ele estava aberto a qualquer loucura e a perder tudo o que lhe restava até que encontra um rapaz 5 anos mais velho que ele. Um louco sádico, que tem prazer em brincar com a vida dos outros, sádico, prazer em coisas carnais, mas que o ajudou bastante.
Mas o personagem principal não se via feliz com aquilo, até que encontrou uma adolescente que adotaram como irmã.
Mas com o passar dos anos traíram o mentor deles. Então o principal e a garota vão atrás de outra forma de viver que Também não faz tanto sentido.
E então encontraram uma mulher misteriosa e que possa explicar as coisas que eles querem ouvir, mas, no fim das contas ele descobre que nada é mais do que caminhos e as idéias circulares e regadas de tanta frustração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário